08 Oct. 2020, 14h00

Virmondes Cruvinel aposta em modernização da Prefeitura e valorização do microempreendedor

Deputado estadual no segundo mandato, presidente da Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa, vereador em Goiânia por três vezes, professor e procurador, Virmondes Cruvinel, que disputa a Prefeitura de Goiânia pelo partido Solidariedade, foi ouvido quarta-feira (7/10) pelo Fieg Sabatina, na Casa da Indústria. Ele concorre pela primeira vez ao Paço Municipal e tem como candidata a vice a servidora pública e economista Julimária Sousa.

O candidato, que já foi diretor de relações institucionais da Associação de Jovens Empreendedores e integrante da Fieg Jovem, expôs os três eixos principais do seu plano de governo, intitulado Agiliza Goiânia: Retomada do Desenvolvimento Econômico, Saúde e Educação. “Nós temos que estar atentos ao setor produtivo. A vocação de Goiânia é voltada para o comércio e a indústria, que geram grande movimentação dos empregos. Então, acredito que temos que ser firmes, voltados para a questão do desenvolvimento econômico, reduzir a máquina pública e melhorar o sistema de gestão para dar respostas rápidas para quem está gerando desenvolvimento”, disse ele, ao responder pergunta do vice-presidente da Fieg Flávio Rassi sobre empreendedorismo.

Vice-presidente da Fieg Flávio Rassi e o candidato à prefeitura de Goiânia, Virmondes Cruvinel, no Fieg Sabatina 

Ao enfatizar sua preocupação com a educação, Cruvinel fez questão de registrar seu interesse em parcerias. “Nós tempos uma pauta muito interessante com relação à defesa da educação profissional. Eu defendo que a Prefeitura deve estabelecer parcerias, como o que tem aqui, o Senai, que tem muita credibilidade”. E aproveitou para destacar o trabalho desenvolvido na área pelo superintendente do Sesi e diretor regional do Senai, Paulo Vargas. “É um grande orientador dessa pauta de educação, um entusiasta da formação profissional. Em nome do Paulo Vargas, eu parabenizo a Federação, o Sesi, Senai por essa história tão interessante e bonita, pelo trabalho de qualidade. Eu tive a felicidade de ser aluno de informática do Senai e vejo a qualidade da prestação do serviço, do conhecimento que é apresentado”, afirmou.

O candidato apontou a existência em Goiânia de “leis defasadas” e defendeu um avanço da legislação. “O que eu vejo é um distanciamento da Prefeitura com a Câmara Municipal, com a sociedade, o setor produtivo. Para Goiânia avançar, nós temos que melhorar a legislação do município, atualizar os códigos tributários”.

Sobre Plano de Resíduos Sólidos, Cruvinel novamente defendeu a modernização da legislação para incentivar a reciclagem. Segundo ele, a sociedade não pode mais viver em uma realidade de quase 50 anos atrás. “Nós temos que aproveitar essas oportunidades, inclusive dos lixos, para incentivar parcerias com as indústrias de reciclagem, a possibilidade de o lixo ser aproveitado como forma de energia.” E lamentou o fato de Goiânia estar na 36ª posição no conceito de cidade inteligente, por não ter ainda avançado nos conceitos de sustentabilidade.

O candidato aproveitou para comentar sobre o calor em Goiânia, que nesta última semana registrou recorde de temperatura nos últimos 83 anos, marcando índices superiores a 40 graus, defendendo que um plano diretor da capital precisa contemplar um projeto de arborização. Ele prometeu o plantio de um milhão de árvores na capital, nos próximos quatro anos. Para a proposta audaciosa, o candidato diz que irá atrás de parceiras com a iniciativa privada e a sociedade civil.

Ao reiterar a necessidade da modernização dos sistemas da Prefeitura, o deputado disse que irá incentivar o teletrabalho, como forma de economia, e assim viabilizar recursos para investimentos. O candidato afirmou que vai investir em tecnologia para melhorar o acesso aos serviços essenciais da Prefeitura, com mapeamento dos bairros e da população.

Ao ser indagado sobre construção de polos industriais, Virmondes Cruvinel disse ser a favor de trazer para a capital um ambiente com logística, tecnologia e infraestrutura, e ressaltou a importância de assegurar, também, o funcionamento de pequenos negócios, dos microempreendedores individuais (MEI). O candidato destacou o trabalho que é desenvolvido pelo Conselho Temático de Micro e Pequena Empresa da Fieg, ao defender tratamento diferenciado e incentivar o segmento.

Escreva um comentário: