10 Jun. 2021, 18h30

Sandro Mabel reúne-se com mais um ministro para sanção da MP que renegocia em até 90% dívidas com fundos

Depois de reunião terça (08/06) com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Onxy Lorenzoni, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, e presidentes de Federações do Norte e Nordeste conversaram hoje (10/06), por videoconferência, com o ministro-chefe da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, para reiterar a importância da aprovação da Medida Provisória (MP) 10/16/2020, a qual garante a ampla renegociação de dívidas junto a fundos constitucionais, a exemplo do Fundo do Centro-Oeste (FCO).

Aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, a Medida Provisória aguarda sanção da Presidência da República. Sandro Mabel tem empenhado esforços pela aprovação da nova lei, que ele avalia como fundamental para que empresários consigam se reerguer, renegociando suas dívidas e possam continuar suas atividades, gerando empregos e renda, após um ano de extrema dificuldade em razão da pandemia da Covid-19.

“A aprovação da MP dá um fôlego para o setor produtivo, permite que várias empresas que estão com a faca no pescoço voltem à atividade, que não sejam forçadas a fechar as portas, decretar falência.  A renegociação das dívidas vai ajudar empresários e Estados a movimentar a economia e fortalecer o setor produtivo”, enfatizou.

De acordo com o texto do MP, para quitação da dívida, os descontos variam de 60% a 90%, conforme o empréstimo seja rural ou não rural. O prazo de pagamento será de até 120 meses.

Escreva um comentário: