29 Apr. 2021, 09h00

Sandro Mabel comemora números do emprego

Segundo o presidente da Fieg, apesar da pandemia e da falta de apoio do governo estadual, empresários estão girando a economia

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, comemorou nesta quarta-feira (28) o desempenho de Goiás na geração de empregos no Brasil. O estado assumiu a 7ª posição na criação de postos trabalho no país. "Apesar da pandemia e da falta de apoio do governo estadual, os empresários goianos não deram o braço a torcer e estão girando a nossa economia com ousadia", assinalou.

De acordo o dirigente da Fieg, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão do Ministério da Economia, mostram saldo positivo de 4.952 novos empregos com Carteira de Trabalho assinada no mês de março. "Com esse resultado, Goiás alcançou um saldo de 39.804 vagas de empregos criadas no primeiro trimestre de 2021 e supera o saldo registrado em todo ano de 2020, quando 26.258 carteiras de trabalho foram assinadas", sublinhou.

O resultado do primeiro trimestre coloca Goiás na liderança entre os estados da Região Centro-Oeste, à frente de Mato Grosso (29.142 vagas), Mato Grosso do Sul (15.850) e Distrito Federal (9.809). Os números dos empregos do Caged ainda colocam Goiás na 7ª posição nacional na geração de empregos no primeiro trimestre, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia.

Escreva um comentário: