10 Jun. 2020, 15h30

Projeto Fieg + Solidária doa 12 mil máscaras e mais cestas de alimentos

O projeto Fieg + Solidária, da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), entregou na segunda-feira (08/06), na Casa da Indústria, 12 mil máscaras de proteção facial, das quais 5 mil para a Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) e 7 mil para entidades filantrópicas. As máscaras foram produzidas pela Faculdade Senai Ítalo Bologna e pela Di Paula Fitness. Na oportunidade, fez a distribuição de cestas de alimentos, como vem ocorrendo semanalmente desde o início da pandemia do novo coronavírus. 

Sete entidades receberam as doações: Grupo Espírita Seareiros do Bem, Igreja Assembleia de Deus Residencial Cidade Verde, Comunidade Quilombola de Professor Jamil, Projeto Solidaire, Escola Bezerra de Menezes Posto de Assistência Cascata de Luz, Igreja Assembleia de Deus Ministério Filadélfia da Paz e Igreja Assembleia de Deus Ministério Deus Provedor. 

MÁSCARAS PARA AGENTES DE TRÂNSITO – Com a inclusão da SMT na rodada de doações desta semana, com 5 mil máscaras faciais produzidas pelo Senai, o secretário de Trânsito, Fernando Santana, destaca a importância da iniciativa da Fieg + Solidária, observando que medidas e ações de parceria em busca do fortalecimento devem surgir nas entidades públicas e privadas em busca da proteção de toda comunidade. “Vivemos um momento singular da nossa história, por isso, a sensibilidade do ser humano precisa ser estimulada. Nunca foi tão necessário nos dar as mãos na luta em defesa da vida e no combate a essa epidemia que assola o mundo. Não podemos nos descuidar, não podemos deixar que sentimentos egoístas sejam maiores que nosso instinto de proteção.”

Segundo ele, as máscaras doadas à SMT farão a diferença na proteção dos agentes, durante o exercício da função de promover a segurança e a fluidez no trânsito de Goiânia.

“As máscaras que estamos entregando a vocês foram produzidos pela unidade Senai Ítalo Bologna e visam proteger aquelas pessoas que estão na linha de frente, e temos certeza que vocês farão um bom trabalho”, disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sandro Mabel. O superintendente do Sesi e diretor do Senai, Paulo Vargas, complementou que a intenção é amenizar a crise. “Os braços fortes da Federação se juntam para produzir máscaras. É o nosso lado social, com ações da Federação das Indústrias, que vão ao encontro de mitigar essa pandemia que estamos vivendo”, destacou. 

Representante da Igreja Assembleia de Deus Residencial Cidade Verde, a pastora Adriane de Oliveira agradeceu as doações das máscaras e cestas básicas e falou da necessidade de ações concretas de auxílio ao próximo. “Não adianta você falar a palavra de Deus se você não levar o ato concreto de ajuda ao seu irmão. Eu louvo a Deus pela vida de vocês, peço a Deus que venha prosperar a empresa de cada um que está contribuindo, doando”, declarou. 

A presidente da Fieg + Solidária, Raquel Ribeiro, enfatizou a satisfação em distribuir os donativos com as instituições filantrópicas. “A gente fica muito feliz porque a senhora está levando o alimento para essas pessoas que estão passando muita necessidade, que Deus abençoe o trabalho de vocês e que essa doação, que esse alimento, possa levar a esperança de Deus no coração de cada um que a receber”, destacou. 

Segundo a pastora que coordena trabalho social realizado pela Igreja Assembleia de Deus Ministério Deus Filadélfia da Paz, Eli Basílio, os produtos recebidos são uma “verdadeira bênção”, e que agora, nessa pandemia causada pelo coronavírus, muitas pessoas foram à igreja pedir alimentos. Ela ainda afirmou que as doações irão se multiplicar entre as famílias atendidas pela instituição. 

Representando o projeto Solidarie, Bárbara Romualdo explicou que a entidade trabalha com pessoas em situação de vulnerabilidade social, sendo que banhos solidários são oferecidos mensalmente, na praça Joaquim Lúcio, na região de Campinas. Também são realizadas distribuição de cestas de alimentos e campanhas para arrecadar materiais escolares. 

Já Olício Ribeiro Vaz, da Escola Espírita Bezerra de Menezes – Posto de Assistência Cascata de Luz, observou que o trabalho social que é oferecido à comunidade inclui atendimento com psicólogos, odontólogos, com distribuição de sopa semanalmente às famílias atendidas. “Nós também distribuímos cestas de alimentos para mais de 100 famílias cadastradas. Quando a família pega a cesta é como se tivesse dado uma luz para eles, por isso nós agradecemos à Fieg + Solidária. Essas cestas vão fazer muita diferença para os irmãos que estão lá conosco”, acrescentou. 

A presidente da Associação Quilombola de Professor Jamil – Comunidade Vila Nova, Luzia do Carmo, destacou o trabalho que é feito na comunidade para a defesa dos direitos da mulher negra, o resgate da cultura e fortalecimento do povo quilombola. “Essa doação recebida hoje vai ajudar muito, porque a nossa comunidade quilombola foi atingida pela Covid-19. Os alimentos serão entregues para as famílias que estão em isolamento, que são grupos de risco. Vai ser uma forma das pessoas ficarem dentro de casa, com distanciamento, podendo se alimentar e se proteger”, ressaltou. 


  Fotos: Alex Malheiros

Na campanha da Fieg + Solidária, projeto de responsabilidade social da indústria goiana, milhares de famílias de Goiânia e da Região Metropolitana estão sendo amparadas com os diversos produtos doados por empresários, sindicatos e mineradoras, engajados no movimento. 

 

Escreva um comentário: