22 Jul. 2020, 14h00

Parceria entre Fieg e Exército é referência no Brasil

Sandro Mabel se reúne com coronel do Exército do Rio de Janeiro para apresentar resultados de projetos para capacitar militares em Goiás

A parceria realizada entre a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), por meio do Senai, e o Exército Brasileiro em Goiás já é referência no Brasil. Na manhã desta quarta-feira (22), o presidente da Fieg, Sandro Mabel, se reuniu, por meio de videoconferência, com o coronel do comando do Exército do Rio de Janeiro Amilton Fernando Barbosa Moleta, que veio a Goiás para conhecer os projetos de capacitação profissional de militares desenvolvidos pelas duas instituições no Estado. Também participaram da reunião o diretor das Faculdades Senai Ítalo Bologna e Fatesg, Dario Siqueira; o diretor do Senai Canaã, Claiton Cândido e o Tenente Jamil de Castro El Khouri.


Registro da reunião que reuniu militares do Exército e diretores da Fieg 

PROJETOS

Realizado há mais de cinco anos em Goiás, o Projeto Soldado Cidadão é uma das ações fruto da parceria entre Exército e Fieg. Nele são capacitados militares para a vida civil e também em atribuições técnicas. Outra iniciativa, é a capacitação dos chamados desmobilizados (militares que cumpriram os 8 anos máximo permitido por lei). O objetivo é que os participantes da ação, realizada apenas em Goiás, sejam formados para servir à indústria e não corram o risco de desvio de conduta, visto que são especialista em armamentos. São disponibilizados cursos em várias áreas como soldadores e mecânico de automóveis.

Por meio do Senai, a Fieg também firmou uma parceria com a Enel e o Exército para a formação de eletricistas de Rede. Segundo o diretor das Faculdades Senai Ítalo Bologna e Fatesg, foi identificado o perfil adequado para esse trabalho que exige muita disciplina e atenção para evitar acidentes. 

RESULTADOS

Em 2019, a parceria entre Fieg e Exército realizou, por meio do Senai, 21 cursos em áreas como alimentos, gestão, tecnologia da informação, construção civil e metalmecânica. Cerca de 300 militares foram capacitados. Uma Unidade Móvel foi disponibilizada e realizou 17 cursos na modalidade EAD e 136 matrículas realizadas. Os investimentos somente em 2019 foram de mais de 152 mil reais. Para 2020, a previsão é de oferta de cursos profissionalizantes nas Unidades do Exército em Cristalina e Jataí.

Escreva um comentário: