15 Sep. 2021, 15h00

Flávio Rassi, vice-presidente da FIEG, é o novo Diretor do IEL Goiás

 

Sob o comando do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) e do Conselho Consultivo do IEL Goiás, Sandro Mabel, o Instituto realizou, nesta terça-feira (14/9), a cerimônia de posse de membros dos conselhos Fiscal e Consultivo para o biênio 2021/23. A grande novidade é a posse do novo diretor do IEL Goiás, Flávio Rassi, que também é um dos vice-presidentes da FIEG, no posto que tinha Hélio Naves desde fevereiro de 2011. 

“O IEL Goiás vem fazendo um grande trabalho, crescendo muito e ficando em primeiro lugar em âmbito nacional (entre os coirmãos), mas queremos mais. Tenho certeza que, com o Flávio e o Humberto (Oliveira, superintendente do Instituto), vamos disparar em renda e receita”, estimou Sandro Mabel, que ressaltou: “Quero agradecer ao meu padrinho, Hélio Naves, por todo o serviço prestado à  indústria e à educação e pelos dez anos participativos e com muita dignidade como diretor do IEL Goiás.” 

Flávio Rassi afirmou estar lisonjeado em assumir o cargo de diretor do IEL Goiás e espera fazer jus à confiança depositada nele. “Nosso IEL é o melhor do Brasil. É muita responsabilidade chegar a uma casa que está organizada e bem gerida, pois não é fácil manter o nível. Fico feliz muito orgulhoso em assumir o lugar ocupado por Hélio Naves e espero um dia ser lembrado pelos serviços prestados, assim como ele”, reforçou Rassi. 

Superintendente do IEL Goiás há dez anos, Humberto Oliveira mantém-se no cargo e salientou a importância da chegada de Flávio Rassi à diretoria do IEL. “O Flávio tem uma pegada muito forte em gestão, que é o DNA do IEL. Ele vai nos acrescentar muito”, disse Humberto Oliveira. “Agradeço a confiança imputada a mim. A cobrança é intensa e a responsabilidade muito grande. Mas com a ajuda do presidente Sandro e do novo diretor Flávio, vamos ainda mais além”, completou. 

No Conselho Consultivo do IEL permanecerão os cinco membros que fecharam o biênio 2019/20: Alyson Nogueira, tesoureiro do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de Goiás (SINDIREPA); Leopoldo Neto, diretor-suplente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado de Goiás (SIGEGO); Lillian Pascoa Alves, professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IFG); e Marília Rabelo Holanda Camarano, professora da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO). 

O Conselho Fiscal, cujo presidente nomeado para o próximo biênio é José Luis Martini Abuli, – presidente Sindicato das Indústrias de Gesso, Decorações, Estuques e Ornatos do Estado de Goiás (SINDIGESSO) -, manterá como membros titulares: José Abuli; Jair Alcântara, presidente do Sindicato das Indústrias Químicas do Estado de Goiás (SINDQUIMICA); e Jaques Silvério, presidente do Sindicato das Indústrias de Torrefação e Moagem de Café do Estado de Goiás (SINCAFÉ). Os suplentes são os representantes da Fieg: André Lavor, diretor-suplente; Enoque Pimentel, diretor; e Igor Montenegro, superintendente. 

Na oportunidade, a professora Ana Flávia Mori Lima Cesário Rosa, da PUC Goiás, conselheira no IEL de 2017 a 2020, foi homenageada com uma placa de agradecimento pelos serviços prestados ao Instituto. Hélio Naves também será homenageado com uma placa em seu nome, no domingo. Nesta terça, também compôs a mesa diretiva o superintendente do SESI e diretor regional do SENAI, Paulo Vargas.  

 

Escreva um comentário: