25 Feb. 2022, 14h30

Fieg + Solidária entrega donativos a família carente de Goiânia

UM ATO DE AMOR

A Fieg + Solidária realizou na manhã de hoje (25/02) mais uma entrega de cestas de alimentos a uma família em situação de vulnerabilidade social, moradora de Goiânia. Após receber pedido de ajuda, a equipe de solidariedade da Fieg deslocou-se até o bairro da Serrinha para conhecer a realidade dos moradores.

Além da situação de calamidade, a família ainda enfrenta um grande problema de saúde. O senhor Tomaz perdeu 60% da visão e, devido a isso, não consegue emprego. Sua esposa, dona Jovelina, também não consegue trabalho. Ambos moravam com o pai de Jovelina, porém, com o falecimento dele, tiveram que se mudar. O problema é que mesmo com o trabalho artesanal de Jovelina, realizado com materiais recicláveis, a renda da família ainda é muito baixa. Além disso, o casal ainda cuida de uma neta de 4 anos e, no momento, estão em uma moradia que não possui saneamento básico e energia.

Diante da situação, a Fieg + Solidária fez a entrega de diversos donativos à família, “o que irá amenizar a fome e dar esperança de dias melhores ao casal”, disse Raquel Ribeiro, presidente de honra do programa social da federação.

Para o presidente da Fieg, Sandro Mabel, é necessário que as pessoas desenvolvam um olhar mais solidário para ajudar famílias carentes. “Nós precisamos que mais pessoas se solidarizem com essas situações de calamidade. Precisamos que mais ações sociais sejam realizadas. Quando há união, há progresso. O setor produtivo continua ativo no meio social, entretanto, ainda precisamos de ajuda para garantir uma vida mais digna para as famílias vulneráveis”, frisou.

Projeto 2022

De acordo com a presidente da Fieg Jovem, Thais Santos, que conduz as distribuições de donativos, a Fieg + Solidária tem grandes projetos para o ano de 2022 que irão contribuir ainda mais para o desenvolvimento socioeconômico de pessoas carentes. “Estamos trabalhando firme para levar benefícios à população carente de Goiás. Além da entrega de alimentos que realizamos semanalmente na Casa da Indústria e essas entregas que fazemos in loco, também estamos estudando projetos para a educação dessas pessoas”, afirmou.

 

Escreva um comentário: