20 May. 2020, 17h39

Diálogo com setor produtivo foi fundamental para aprovação do ProGoiás, avalia Fieg

Em nota técnica, Federação das Indústrias considera que novo programa de incentivos fiscais desburocratiza a operação e estimula a migração das empresas beneficiárias do Produzir e Fomentar

Aprovado em definitivo pela Assembleia Legislativa de Goiás, na terça-feira (19/05), o ProGoiás busca retomar a competitividade e melhorar o ambiente de negócios no Estado. Após um primeiro ano de muitos conflitos entre o governo estadual e o setor empresarial, a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) avalia que a aprovação do novo programa de incentivos fiscais foi um importante passo no diálogo entre Fórum das Entidades Empresariais e o Executivo.

"Várias sugestões da Fieg e do Fórum Empresarial foram acatadas. Vínhamos em um cenário de perda de competitividade e insegurança jurídica, com indústrias indo embora de Goiás para Estados com política fiscal mais atrativa", observou o presidente da Fieg, Sandro Mabel.

Para ele, diante dos desdobramentos econômicos da pandemia do coronavírus, a aprovação do ProGoiás é mais uma opção para proporcionar dinamicidade e induzir novos investimentos. "Precisamos zelar pelas indústrias instaladas no Estado e retomar a geração do emprego em Goiás", afirmou.

Confira íntegra do Posicionamento e Nota Técnica divulgados, hoje, pela Fieg.

Escreva um comentário: