04 May. 2021, 11h10

CTA discute demandas do agronegócio goiano

Reunião geral do colegiado contou com participação do secretário de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás, José Vitti, que falou sobre desafios do setor

O Conselho Temático do Agronegócio (CTA) da Fieg, liderado pelo empresário Marduk Duarte, reuniu conselheiros e empresários para balanço das ações desenvolvidas pelo colegiado nos primeiros quatro meses de 2021. O encontro, realizado nesta terça-feira (04/05) em ambiente on-line e presencial, contou com abertura do presidente da Fieg, Sandro Mabel, e participação do secretário de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás, José Vitti.

Na oportunidade, o presidente do CTA, Marduk Duarte, explicou sobre a estruturação do conselho em cinco grupos de trabalho voltados às cadeias estratégicas do agro em Goiás, sendo pontuados os avanços alcançados nas discussões de cada um dos setores: carnes, grãos, leite, sucroenergético e silvicultura. "Queremos contribuir com o desenvolvimento e protagonismo de Goiás, promovendo inovação e levando crescimento para todas as regiões, por meio do fortalecimento da agroindústria".

O presidente da Fieg, Sandro Mabel, reforçou a importância do setor para Goiás e a necessidade de agregar valor à produção dentro do Estado, impulsionando a geração de empregos e promovendo o aumento da arrecadação. "Queremos que essa riqueza também seja revertida para a população goiana. Ao industrializar, incentivamos todo um ciclo de prosperidade, desenvolvendo economicamente municípios do interior, ofertando mais empregos e promovendo uma melhor qualidade de vida".

O secretário estadual José Vitti, que acompanhou toda a reunião, afirmou que a SIC tem trabalhado por essa união com o setor produtivo. No encontro, apresentou as ações já empreendidas pela pasta e disse que esse diálogo é fundamental para a construção de políticas efetivas para cada um dos setores.

A reunião do CTA contou com a participação de empresários e conselheiros que compõem o colegiado. O superintendente da Fieg, Igor Montenegro; a gerente sindical Denise Resende; e o gerente de Tecnologia e Inovação do Senai Goiás, Rolando Vargas; acompanharam as discussões.

Escreva um comentário: