14 Oct. 2020, 20h00

Cristiano Cunha anuncia transformação tecnológica de Goiânia

 

Cristiano Cunha, estreante na disputa pela Prefeitura de Goiânia pelo Partido Verde, foi ouvido terça-feira (13/10) no Fieg Sabatina, na Casa da Indústria, e defendeu como ponto alto de seu plano de governo a “transformação tecnológica” da capital. Atual presidente estadual do PV, ele tem como vice o diretor de teatro Carlos Moreira, igualmente filiado ao partido. Foi secretário do Meio Ambiente em Trindade, secretário extraordinário para Assuntos Ambientais em Goiânia e procurador adjunto em Águas Lindas de Goiás.

Ao abrir o encontro, com transmissão ao vivo pela plataforma Zoom e pelo YouTube, o presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário no Estado de Goiás (Sinvest), José Divino Arruda, perguntou ao candidato sobre possíveis planos para auxiliar famílias de micro e pequenos empresários do setor de vestuário, um dos mais atingidos pela pandemia. 



Foto: Sílvio Simões

Na resposta, Cristiano Cunha afirmou que vai fazer um trabalho com muitas mãos, conversando com empresários e governo. “Acho que em parceira com a Fieg, a gente pode qualificar os profissionais do ramo do vestuário e, com isso, aumentar a capacidade produtiva. O município tem condição de dar um incentivo e abrir uma linha de crédito especial.”

Ao falar sobre modernização tecnológica, o candidato assumiu compromisso com a transformação, citando como exemplo o uso de aplicativos para aproximar a Prefeitura da sociedade. “A tecnologia precisa ser usada a nosso favor. O morador pode utilizar o aplicativo para informar sobre uma lâmpada de poste que está queimada, e essa solicitação será encaminhada diretamente para a Comurg, que vai ao local fazer a substituição. Também podemos utilizar a ferramenta para marcação de consultas, mas o sistema vai funcionar”.

Para melhorar o ambiente de negócios, o candidato do Partido Verde disse que pretende incentivar o turismo de negócios, congressos e movimentar o cenário cultural. Ele pontuou que falta incentivo à cultura por parte do poder público, ao mencionar seu companheiro de chapa a vice-prefeito, Carlos Moreira, que é diretor de teatro e presencia o pouco uso do Teatro Goiânia, localizado no Centro da capital, em razão dos altos custos.

Ao responder sobre combate ao desemprego por meio da qualificação profissional, Cunha defendeu parceria com a Fieg. “Não tem como zerar o desemprego, mas a gente pode tentar ajudar na qualificação. Será essencial uma parceria com a Fieg”, afirmou.

Ao falar sobre desenvolvimento sustentável, o candidato observou que o Partido Verde é lembrado, de forma simplista, pela defesa de árvores. “A gente não pensa só em árvores, pensamos também em qualidade de vida, o partido sempre pregou a proteção ambiental, em todas suas formas”, afirmou.

Cunha defendeu a necessidade de modernizar a gestão, apontando como caminhos para isso as parcerias, que segundo ele, serão realizadas com governo estadual, federal e com as empresas.

“O próximo gestor vai ter muita dificuldade, mas o principal desafio será a questão social. Precisamos ver primeiro o caixa da Prefeitura, para ver se é possível auxiliar as famílias que ficarão desempregadas no pós-pandemia. Crianças não podem ficar desamparadas”, ressaltou.

Transportes alternativos e ciclovias são bandeiras do candidato, aliadas a um transporte público de qualidade. Para Cristiano Cunha, Goiânia não tem nem 100 km de ciclovia, situação que será revertida em seu governo. “Precisamos de transportes alternativos e limpos. Nossos ônibus precisam ter ar-condicionado, wi-fi, entre outras melhorias”, disse ele, defendendo a revisão do contrato com as empresas de transporte coletivo urbano”, defendeu.

Ao explicar a decisão do PV pela escolha de chapa pura, o candidato disse que conversou com os demais partidos, mas por ser uma legenda menor, todos achavam que poderia concorrer apenas como vice, que não teria potencial para cabeça de chapa. “O partido não concordou com essa opção e decidimos sair sozinhos, mostrar que somos capazes e que podemos trazer o diferencial para nossa cidade”, afirmou.

Escreva um comentário: