21 Oct. 2020, 14h00

Comdefesa-GO recebe homenagem do Exército

 

O Comitê da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás (Comdefesa-Fieg) recebeu a Medalha do Comando de Artilharia do Exército em reconhecimento pelo papel desempenhado em prol da instituição. A homenagem foi prestada terça-feira (20/10), durante visita de uma delegação do comitê ao Comando de Artilharia do Exército, Forte Santa Bárbara, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. O encontro se deu dentro dos esforços para consolidar Goiás e a cidade de Anápolis como polo estratégico para o fornecimento de serviços e produtos ao Ministério da Defesa e também para conhecer o Sistema de Defesa e Segurança Nacional.

Segundo o comandante de Artilharia do Exército, o general de Brigada Valério Luiz Lange, o Exército já começa a colher frutos importantes das ações do comitê da indústria. Citou, como exemplo, que a atuação de seu vice-presidente, Wilson de Oliveira, junto à Enel Distribuição Goiás foi fundamental para garantir a segurança energética do Forte e que as Forças Armadas tiveram importante economia ao comprar viaturas no Estado de Goiás, fazendo uso do incentivo fiscal para a área de segurança e defesa, pleito do comitê junto ao governo estadual. Somente nessa negociação, o Estado de Goiás arrecadou uma quantia significativa em impostos (que perderia se não tivesse o incentivo) e o MD teve vantagem na aquisição.

Ainda de acordo com ele, o Comdefesa-GO se destaca pelo protagonismo de reunir um grupo heterogêneo de especialistas, a exemplo do coronel da reserva Jorge Alberto Colpo, que desempenha papel fundamental de interlocução entre a comunidade e o Exército, também homenageado durante a visita.

O general Lange recepcionou os cerca de 20 visitantes e fez uma apresentação institucional e do Sistema Astros 2020. Participaram do grupo membros das Forças Armadas, o deputado federal Major Vitor Hugo, integrantes da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia); representantes da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg), ALA 2 (Base Aérea de Anápolis), Ministério da Defesa, Câmara Municipal de Anápolis e jornalistas.

O superintendente da Fieg, João Carlos Gouveia, afirmou que essa aproximação com o Exército é fundamental para o entendimento de suas reais necessidades e, assim, os empresários poderem supri-las.

O agente de mercado da Faculdade Senai Roberto Mange, Adiel Santana, destacou que já foi iniciada parceria com o Forte para contribuições na área da indústria de alimentação. A diretora da unidade, Misclay Marjorie, acrescentou que existe parceria entre as instituições para formação de recrutas do Exército em cursos técnicos, no âmbito do projeto Soldado Cidadão, destinado a proporcionar qualificação profissional aos militares temporários, possibilitando melhores condições de ingresso no mercado de trabalho ao término do serviço militar. Ela também colocou a unidade à disposição para oferecer cursos voltados ás demandas do Forte em 2021.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, Álvaro Otávio Dantas Maia, e os vice-presidentes Ronaldo Miranda e Cleide Marques ratificaram a tradicional parceria da Acia com o Exército, sugerindo elaboração de estudo e projeto com contribuição de ambas as partes a respeito da logística e transporte das vacinas contra o Covid-19.

Parceria com universidade garante diferencial do Projeto Astros

O comandante Lange e sua equipe apresentaram o Forte, a cidade de Formosa – escolhida para sede por sua localização estratégica –, as viaturas do Astros, os foguetes e mísseis e a metodologia de treinamento e manutenção de todo sistema, que vai além das delimitações do Forte.

Somado a isso, o Exército brasileiro fez uso de uma força tática diferenciada, o conhecimento de jovens universitários. Isso foi possível graças a uma parceria com a Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, que permite a simulação de estratégias e ações, poupando tempo e recursos. O Exército patrocinou o projeto e em cinco anos os resultados apareceram, com o desenvolvimento de um software específico para o Astros.

O coronel Luis Felipe Garcia Fernandes, do Ministério da Defesa (MD), observou que dos sete projetos estratégicos do MD, três estão em Goiás – o Forte, em Formosa, o Comando de Operações Especiais, em Goiânia, e a ALA 2, em Anápolis – e chamou atenção para a importância da parceria. “Quem desenvolveu isso aqui foram meninos e meninas da universidade, não foram militares, e nós temos que fazer mais disso no Brasil todo, principalmente aqui em Goiás”, enfatizou.  

A visita ao Forte de Formosa foi organizada pelo executivo Baltazar José Santos, e pelo presidente do Comdefesa-GO e secretário de Desenvolvimento Econômico de Anápolis, Anastacios Apostolos Dagios, que não pode participar da delegação. Santos observou que Anápolis e Goiás estão em sintonia com as Forças Armadas e que há ainda um grande potencial a ser explorado.

O Cel. Av. Cícero Ceccato, que também faz parte do Comdefesa-GO, sugeriu a construção de uma pista de Anápolis como estratégia de logística do Exército e o membro honorário do Comitê, deputado federal Major Vitor Hugo, ao reiterar seu apoio às Forças Armadas, informou que conseguiu destinar cerca de R$ 1 milhão em recursos neste ano para o Comando de Operações Especiais do Exército em Goiânia e está disposto a contribuir com o Forte Santa Bárbara em 2021.  

O Forte Santa Bárbara

Inicialmente sediado em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, o Comando de Artilharia do Exército, composto por dois Grupos de Mísseis e Foguetes e outras três organizações militares de apoio, em janeiro deste ano, oficialmente fixou sua sede em Formosa (GO), local escolhido estrategicamente.

O Comando de Artilharia do Exército é o responsável pela artilharia de mísseis e foguetes das Forças Armadas, empregando os mais modernos sistemas de defesa existentes no mundo, entre eles o Projeto Astros 2020.

(Leidiana Batista – Jornalista Ascom/ACIATec)

Escreva um comentário: