03 Dec. 2021, 15h04

CIC e Sebrae lançam parceria para desenvolvimento de pequenos negócios da construção

A Câmara da Indústria da Construção (CIC) da Fieg, presidida pelo empresário Sarkis Nabi Curi, reuniu lideranças empresariais quinta-feira (02/12) para apresentação da parceria firmada com o Sebrae Goiás destinada ao incremento das micro e pequenas indústrias do setor. A reunião, realizada presencialmente na Fieg, contou com a presença de nove presidentes de sindicatos das indústrias ligados ao segmento.

O projeto busca promover o desenvolvimento empresarial, ganho de produtividade, transformação digital e sustentabilidade dos pequenos negócios da cadeia da construção. Para tanto, a iniciativa abrange três focos estratégicos: desenvolvimento empresarial, visando ao aumento de produtividade e transformação digital dos pequenos negócios; acesso às oportunidades de negócios para alavancar a retomada econômica; e promoção da sustentabilidade das empresas do setor.

"Com a ação, buscamos incentivar a inovação tecnológica, com mapeamento das demandas e identificação e conexão com as startups e construtechs do segmento. Além disso, queremos promover o desenvolvimento empresarial, com ações de qualificação da gestão e fomento de iniciativas ligadas à eficiência energética, ao gerenciamento de resíduos sólidos e à transformação digital", explicou Sarkis Nabi Curi.

A analista técnica do Sebrae Goiás Vera Lúcia Oliveira apresentou detalhes da parceria. De acordo com o projeto, o atendimento às empresas será realizado de forma estratégica, com sensibilização dos sindicatos das indústrias do setor; desenvolvimento das empresas, com capacitação e consultorias; e monitoramento, com mensuração dos resultados e identificação de boas práticas. "A expectativa é de que as empresas façam parte de uma trilha de atendimento, tendo como preocupação ferramentas de gestão, além da identificação dos gaps tecnológicos para conexão com a base de construtechs".

Com a ação, a CIC e o Sebrae esperam fazer 300 diagnósticos de maturidade de empresas e de demandas tecnológicas ligadas à indústria da construção, realizando 60 consultorias de transformação digital, 40 de eficiência energética, 30 de gerenciamento de resíduos e 70 de gestão empresarial. No total, o projeto prevê subsídio superior a  R$ 1 milhão às empresas que aderirem à iniciativa, por meio da oferta de mais de 200 horas de atendimento dedicado ao setor.

A reunião na Fiegcontou com presença dos presidentes de sindicatos Cézar Mortari (Sinduscon Goiás), Eliton Rodrigues (Simagran), Heitor Neto (Simesgo), José Luís Abuli (Sindigesso), Luiz Antônio Nogueira (Simplago), Luiz Antônio Oliveira (Sinduscon Anápolis), Luiz Carlos Borges (Sindiareia), Marley Rocha (Sinprocimento) e Nicolas Paiva (Sindmóveis). O presidente do Comdefesa-Fieg, Anastácios Dagios, e o superintendente da Fieg, Igor Montenegro, também acompanharam o encontro.

Escreva um comentário: