07 May. 2021, 11h50

Balança comercial goiana tem incremento em abril, diz Fieg

Apesar de recuo nas exportações e importações, saldo do comércio exterior teve incremento de 6% em Goiás, com destaque para soja

O Centro Internacional de Negócios (CIN) da Fieg divulgou, nesta sexta-feira (07/05), análise sobre os números da balança comercial goiana em abril. O resultado superavitário de US$ 633,4 milhões indica incremento de 6% em relação ao mês de março e de 27% na comparação com igual período do ano passado.

As exportações goianas somaram US$ 962,1 milhões, com destaque para soja, que representou 50,5% do total de produtos exportados pelo Estado em abril. Na comparação com o último mês, o valor comercializado foi inferior em 6%; entretanto, na comparação com abril/2020, o incremento foi de 37%, representando quase US$ 262 milhões a mais no total negociado.

Comportamento similar foi observado nas importações goianas. Em abril, Goiás importou US$ 328,6 milhões em produtos, sobretudo energia elétrica e produtos imunológicos e químicos. Houve redução de 23% na comparação com março/2021; mas, quando comparado com igual período do ano passado, o crescimento foi de 64%, superando inclusive o valor negociado pré-pandemia.

Para a coordenadora do CIN/Fieg, Johanna Guevara, os números mostram que a pandemia intensificou ainda mais a participação chinesa na balança comercial brasileira e goiana. "Mais da metade do que Goiás produz tem como destino a China, que também disputa a liderança no ranking de origem de nossas importações. É uma dependência arriscada. Precisamos diversificar os parceiros e, principalmente, incentivar a industrialização dos commodities em nosso Estado".

Confira, aqui, íntegra do relatório analítico do CIN/Fieg.

Escreva um comentário: