07 Oct. 2020, 16h04

Balança comercial goiana avança 18,5% em setembro

Apesar da pandemia, Goiás mantém incremento das exportações na comparação com o ano passado. Resultado é puxado, sobretudo, pelo agronegócio

O Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) divulgou, nesta quarta-feira (07/10), análise atualizada dos dados da balança comercial goiana. De acordo com o relatório, houve incremento de 18,5% no último mês de setembro, na comparação com igual período do ano passado. No total, o superávit foi de US$ 377,7 milhões.

Segundo a coordenadora do CIN/Fieg, Johanna Guevara, o resultado mostra que o agronegócio é o fiel da balança, mantendo superavitária a relação entre exportações e importações. Juntos, milho em grão, soja, carnes desossadas e minérios responderam por mais de 50% de tudo o que foi exportado por Goiás em setembro.

As exportações tiveram incremento de 3,6% na comparação com 2019, fechando o mês com valor negociado de US$ 630 milhões. Em relação a agosto/2020, houve recuo de 16,5%. Entretanto, o Estado mantém resultados positivos em 2020, apesar dos impactos da pandemia do coronavírus.

As importações goianas recuaram em 12,7% na comparação com setembro/2019. No último mês, Goiás importou US$ 252 milhões em produtos, principalmente itens imunológicos e químicos. Em relação a agosto/2020, também foi registrada queda de 9,8%.

Confira aqui íntegra do relatório analítico, divulgado pelo CIN/Fieg.

Escreva um comentário: