20 Jan. 2022, 09h50

Afastamento de trabalhadores por gripe e covid-19 repercute na indústria goiana, diz Sandro Mabel

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, manifestou preocupação com o volume de afastamentos de funcionários das indústrias devido a casos de Covid e de Influenza. 

Sandro não vê necessidade, contudo, de restrições à atividade industrial, que ficou fora do decreto publicado na terça-feira (18/01) pela prefeitura de Goiânia. De acordo com ele, as empresas seguem rigorosamente protocolos sanitários e são os ambientes mais seguros para os trabalhadores. 

"O problema está na circulação das pessoas em outros ambientes, a aglomeração fora do local de trabalho", disse. 

O dirigente da Fieg reafirmou que o setor industrial trabalha com a perspectiva de imunização em massa da população e projeta crescimento na geração de emprego e renda.

Escreva um comentário: